Protesto de funcionários paralisa circulação dos ônibus da Viação Acari no começo da manhã

Os ônibus da Viação Acari, dos consórcios Internorte e Transcarioca, não circularam pela cidade do Rio no começo da manhã desta terça-feira, diante de um protesto de funcionários da empresa pelos atrasos no pagamento de dezembro de 2018. Cerca de oito linhas, que fazem o trajeto de passageiros na Zona Norte, Zona Sul e Centro da cidade, estiveram fora de circulação, o que representou quase 130 coletivos parados na garagem da empresa, em Cascadura, na Zona Norte do Rio.

Por volta de 8h20, o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio (Sintraurb) e a direção da empresa anunciaram ter chegado a um acordo, após uma assembleia que reuniu cerca de 600 trabalhadores. A companhia se comprometeu a regularizar até a próxima sexta-feira os tíquetes refeição, cestas básicas e pagamentos atrasados de dezembro – além do adiantamento relativo ao mês de janeiro.

– Nenhum profissional ficaria satisfeito em trabalhar durante todo o mês e ao final não receber seu salário. A situação do transporte na cidade está cada vez pior. A categoria já está cansada de ser escravizada pelas empresas, afirmou Sebastião José, presidente do sindicato.

A Secretaria Municipal de Transportes informou, por meio de um comunicado, que não mantêm relação individual com as empresas, e sim com os consórcios, que tem obrigação contratual de cobrir as linhas e não deixar os passageiros desatendidos em caso de greve ou paralisação.

Fonte: O Extra